Patriota - Santo Antônio do Arac Cover Image
Patriota - Santo Antônio do Arac Profile Picture
Patriota - Santo Antônio do Arac
@patri_sp_stoantonioaracangua


0seguidores


Categoria: Notícias e Política


Breve relato e curiosidades históricas:

Em tempos idos, quando da necessidade de se conhecer e cadastrar o território nacional, o órgão governamental competente (hoje a cargo do IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico), procede-se aos devidos levantamentos e registros. Durante essa sua missão, conhece-se também o grande Estado de São Paulo, onde, uma atenção especial, generalizamos os fatos da região noroeste do estado. Ao pesquisar, levantar e cadastrar referida região, no tocante ao baixo-tietê, e ali que a equipe de técnicos do referido órgão, á margem esquerda do rio Tietê, registram a confluência de uma ribeirão, que ali deságua, e, ao observar a região (segundo conta os antigos) nota-se que ali prolifera abundantemente inúmeras aves, melhor dizendo, "papagaios", de uma variedade que tinha a cabeça vermelha.

Estudando-se melhor as cercanias, conhece-se uma tribo indígena que habitava a região, de nome Caingang, e segundo a língua desses índios, os referidos papagaios eram chamados de Aracanguá, registrando-se assim o ribeirão com o nome de Ribeirão de Aracanguá. Nota: Por coincidência, ainda hoje, um grande grupo de aves dessa família (maritacas/tiribas) vistam Aracanguá periodicamente, durante suas migrações, estacionando por vários dias no município e pernoitando nas árvores da praça central de Aracanguá. Até o ano 1905 reinava nestas paisagens apenas as matas virgens, tendo como seus senhores os indígenas, e como caminho, apenas as águas do Rio Tietê, por via fluvial. Com a abertura da estrada de ferro da NOB, que ligaria Bauru a Carumbá, chegaria o primeiro elo de ligação a tão longínqua região. Por volta de 1908, começa a abertura da estrada de ferro - Ramal de Lussanvira, ou seja, era o antigo trecho na NOB entre Araçatuba e Itapura (trecho esse mais tarde, ao passar a referida estrada para os domínios da Rede Ferroviária Federal S/A, foi abandonado, pois teve seus curso desviado no rumo de Guararapes, Andradina e Três Lagoas, com é ainda hoje).

Após romper os obstáculos e os conflitos com os índios Caingangs, finalmente em 1909, o primeiro vagão da estrada de ferro atinge as margens do Rio Tietê, a poucos metros da confluência com o Ribeirão Aracanguá, e ali é fundada a Estação Ferroviária, que por sua vez, também é denominada de Estação do Aracanguá, a partir de então, essa região fica conhecida por "Aracanguá'. E é exatamente nessa época que chegam os primeiros pioneiros da região com sua famílias, onde dedicamos atenção especial aqueles que transpuseram as águas do rio tietê e aprofundaram-se no sertão da margem direita do rio, abrindo os primeiras trilhas, mais tardes caminhos, e começaram a colonizar as terras como posseiros, onde destacamos os primeiros colonizadores, que foram: Manoel Joaquim Calácio, João Eugênio, Porfírio Venâncio Pires e Severino e Pedrinho de Souza Ferreira, mais conhecido por Ferreirinha.

Fonte/Leia Mais: http://www.saaracangua.sp.gov.br/historia